Cecilio no Escritório

Cecilio no Escritório
Cecilio no Escritório

domingo, 15 de maio de 2011

Palocci - A multiplicação de um Patrimonio - O Apto de Quase 7 Milhões

O texto a seguir foi retirado da Folha On Line de 15.05.2011, escrito pela excelente Colunista Eliane Cantanhêde.

Antonio Palocci é realmente um cara muito especial. Além de principal ministro do governo Dilma, é amado pela esquerda, pelo centro, pela direita e vê-se agora que é também um gênio das finanças. Comprar um apartamento de quase R$ 7 milhões à vista, ou praticamente à vista, não é para qualquer um, não...

Palocci multiplica por 20 seu patrimônio

Em 2006, apenas cinco anos atrás, Palocci declarou à Justiça Eleitoral que tinha uma casa de R$ 56 mil em Ribeirão Preto, onde fora prefeito junto com aquela turma da pesada que ele e o amigo, depois ex-amigo e agora amigo novamente Rogério Buratti lideravam.

Além disso, tinha um terreno e três carros, entre outros bens, num total de R$ 375 mil. Convenhamos que, nesse tempo, o patrimônio se multiplicou que foi uma beleza. De classe média, o homem pulou para a categoria dos ricaços --aquela que, aliás, tanto o apoia. Ele, enfim, está em casa. Ou melhor, no seu apartamento...

Palocci também aprende rápido. Como viu a dor de cabeça que dá ter uma casa esquisitona em Brasília, desta vez preferiu comprar um apartamentão em São Paulo, cidade muitas vezes maior, mais diluída, mais anônima, sem nenhum caseiro abelhudo para dar com a língua nos dentes.

O azar do é que esses repórteres da Folha são mesmo de amargar. Os craques Andreza Matais e José Ernesto Credendio estavam de olho, puxaram o fio da meada e entregaram o novelo na edição da Folha deste domingo. Imperdível

Um comentário:

Leonardo David disse...

Infelizmente o circo muda, ou melhor, trocam apenas a lona, porém os palhaços continuam os mesmos.
Tenho plena convicção na exatidão do conteúdo da frase: "O PODER CORROMPE", não sei quem a disse, mas de qualquer forma já a algum tempo ela vem cabendo no nosso cenário político.
É difícil para nós, meros mortais, tentarmos mudar de uma maneira rápida e ágil este quadro, pois estes mesmo "palhaços" têm o poder de se blindarem quando chegam ao "picadeiro principal".
Só nos resta tentar acertar nas próximas eleições.